NOTÍCIAS

Notícias

12/07/17 10:54

EducarMais: Fibonacci, uma escola que constrói resultados para toda a vida

Conheça a escola do interior que possui resultados de instituição de capital.

O Colégio Fibonacci, de Ipatinga, interior de Minas Gerais, há cinco anos está entre as 10 melhores escolas do país e as 3 melhores do estado no ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). É a única instituição fora de uma capital estadual a conseguir resultados de tamanha relevância. No ENEM 2015, o Colégio Fibonacci conquistou o 2o lugar de Minas Gerais e a 9a colocação do Brasil no ranking, com média de 714,94 nas provas objetivas. 

A posição de destaque nacional é fruto do desenvolvimento de valores como ética, disciplina, autonomia e maturidade para encarar desafios. Os estudantes possuem uma elevada carga horária de aulas, monitorias individuais e simulados semanais. A sinergia entre estudantes, familiares, colaboradores e professores é o principal fator para a conquista dos resultados do Colégio Fibonacci. Aqui, os estudantes são desafiados academicamente em um nível bem alto para que se desenvolvam e conquistem resultados por toda a vida.

O resultado institucional reflete inteiramente nas aprovações dos estudantes Fibonacci. Em 2015, os 42 alunos que completaram o 3o ano do Ensino Médio conquistaram 30 aprovações em Medicina nos vestibulares de 2016. Além disso, outras aprovações merecem destaque: 3 na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 5 na Universidade de São Paulo (USP) e 12 na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sendo duas para o curso de Medicina, e ainda um 1o lugar em Medicina na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). 

O Grupo Fibonacci, formado pelo Colégio e por dois cursos Pré-Vestibular, com o suporte do material acadêmico do SAS, implementou uma metodologia de ensino que fez do Colégio Fibonacci uma das melhores escolas do interior do país. O espaço otimizado e a proximidade com os alunos são dois dos pontos fortes. “Conhecer melhor cada estudante faz muita diferença no seu desenvolvimento. A formação que o Fibonacci oferece vai muito além do conteúdo de sala de aula. Nós os ajudamos a serem mais fortes mentalmente e mais confiantes”, destaca Rinaldo Quaresma, Orientador Pedagógico e Professor de Educação Física. 

Alunos muito acima da média
Dois estudantes do Pré-Vestibular Fibonacci ganharam destaque nacional com os resultados obtidos no Sisu. Bruno Lucas (foto), 18 anos, ex-aluno do 3o ano do Colégio Fibonacci, em 2015, e do Pré-Vestibular Fibonacci, em 2016, conquistou o 1o lugar geral da UFMG, com a média geral de 857,64 pontos. “Esse é o resultado não só de um ano de cursinho, mas de uma vida inteira de estudo. Quando comecei o 3o ano, vi que precisava me esforçar mais para alcançar o que queria. Depois, transformei a chateação de não ter conseguido a vaga em motivação para um ano de cursinho”, relata Bruno.

Já Samanta Ferreira, estudante do Pré-Vestibular Fibonacci de Governador Valadares, é só sorriso por conta da sua nota 1000 na redação do ENEM 2016 e da aprovação em Medicina na Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB). O resultado é fruto dos intensos estudos de produção textual durante o ano de preparação. Ela fazia as redações semanais exigidas pela professora, além da produção de texto cobrada nos simulados, aplicados também semanalmente. “É muita leitura e prestar muita atenção na atualidade, algo muito cobrado no ENEM. No Fibonacci, aprendemos ainda a pôr, no mínimo, uma área do conhecimento em cada parágrafo, e eu tive a sensibilidade de colocar mais de uma, conectando um tema ao outro”, conclui a estudante.


Fonte: Revista EducarMais.