NOTÍCIAS

Notícias

27/06/17 17:22

EducarMais: Colégio Planck – espaço para estudar, criar, ser

André Guadalupe, Marcelo Pelisson e Umberto Malanga construíram, em São José dos Campos (SP), uma escola que funciona como um espaço para o desenvolvimento da autonomia responsável, do senso crítico e da criatividade dos alunos.

EducarMais: O Colégio Planck surgiu com a união de “três educadores apaixonados pelo que fazem”, o senhor e os professores Marcelo Pelisson e Umberto Malanga. O que os motivou a desenvolver esse tipo de escola que é o Planck?

André Guadalupe: Acreditamos que um colégio de Ensino Médio tem por missão ir muito além dos exames de vestibulares. Tem o papel de preparar o aluno para sua vida adulta e profissional. Tive o prazer e a oportunidade de viajar por vários países do mundo e por todos os estados do Brasil, visitando centenas de escolas, e acreditamos estar ofertando aqui, no Colégio e Curso Planck, um conjunto harmônico das melhores práticas que conheci.

EducarMais: Para o Colégio Planck, o ensino é pautado no intelecto, na energia e na emoção. Como vocês trabalham esses três pilares tão distintos?

André Guadalupe: Buscamos trabalhar três grandes pilares em todas as nossas atividades e projetos pedagógicos: o rigor acadêmico (intelecto), o protagonismo do aluno (energia) e as habilidades socioemocionais (emoção). Desta forma, nosso colégio oferece ensino de qualidade, contribuindo para o desenvolvimento da autonomia responsável, do senso crítico e da criatividade para o exercício da cidadania. Assim, proporcionamos instrumentos para o aluno aprender valores e conhecimentos, estimulando-o sempre a ter novas visões de vida, sonhos e projetos, não deixando para trás a realidade e o esforço.

EducarMais: O colégio tem o Espaço Design Maker, pensado para instigar a criatividade, o trabalho em equipe e o empreendedorismo nos alunos. Como o trabalho é realizado nesse espaço?

André Guadalupe: Este ambiente é o epicentro de criatividade e inovação do colégio, junto com o Laboratório Multidisciplinar e o Centro Planck Internacional. Trabalhamos no Design Maker, com aulas regulares semanais e aulas de mentoria de projetos, desde estratégias de Design Thinking para a solução de problemas complexos, metodologias de Business Model Generation, propriedade intelectual e direitos autorais até as práticas do Movimento Maker. Lembrando que o conceito de Design Thinking veio para revolucionar a maneira de encontrar soluções inovadoras para os problemas, soluções criativas focadas nas necessidades reais do mercado e das pessoas. Ou seja, precisamos ensinar isso para nossos alunos, pois resolver problemas inéditos ou de forma melhor é o que eles vão fazer em suas vidas adultas e profissionais. Temos que diminuir o gap entre a escola e o mercado. Nesse espaço, conteúdos ligados à Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática se cruzam com a Arte e o Design, trazendo aos alunos a experiência prática da criação de projetos.

EducarMais: Qual o aluno que o Colégio Planck quer formar para a sociedade?

André Guadalupe: Toda a equipe do Colégio Planck trabalha diariamente para formar alunos que sejam independentes, colaborativos, pensadores autênticos, desbravadores, ousados, influentes, interessantes, éticos e de absoluta relevância na vida de outras pessoas. Nosso slogan representa muito bem nosso pensamento: "Você pode ser tudo. Você tem que ser único".

EducarMais: O que é proposto aos alunos para que eles tenham novas visões de mundo e busquem realizar seus projetos?

André Guadalupe: Oferecemos aos nossos alunos a oportunidade de eles desenvolverem projetos sugeridos por eles mesmos e que façam ainda mais sentido, como trabalhos voluntários, desenvolvimento de apps e softwares, modelamento de negócios de impacto social, prototipação de produtos e serviços etc. Acreditamos que, a partir do momento que oferecemos um ambiente agradável, propício para a construção coletiva e colaborativa e para a escuta honesta entre todos os agentes educacionais, e fornecemos aos alunos e professores a oportunidade de desenvolvimentos “fora da caixa”, estamos trabalhando fortemente na formação dos jovens que queremos entregar ao final da Educação Básica.

EducarMais: Em 2016, o colégio teve bons resultados em vestibulares bem concorridos, como o do Instituto Militar de Engenharia (IME). Quais as expectativas para este ano?

André Guadalupe: O Curso Planck iniciou em 2016, com uma turma piloto para a Academia da Força Aérea (AFA), por ser um vestibular de alto nível e no meio do ano. Essa turma teve 23 alunos, dos quais 7 foram aprovados na AFA, 1 na Escola Naval (5o colocado nacional) e 1 no IME. Além disso, tivemos cursos específicos de Matemática, Física, Química e Redação com foco no ITA, e 10 alunos, que estudavam também em outras instituições de ensino, mas que fizeram específicas conosco, passaram no ITA. 

Para 2017, as expectativas são as melhores possíveis. Estamos iniciando as operações do colégio com todas as séries do Ensino Médio e teremos turmas de Pré-Vestibular para alto desempenho com as turmas AFA, ITA e Medicina. Esperamos desenvolver grandes projetos, despertar nos alunos o gosto pelo trabalho em equipe e colaborativo e a paixão pelo conhecimento e pelas conquistas. Enfim, vamos curtir muito a jornada!


Fonte: Revista EducarMais.